ÁREAS DE INTERVENÇÃO

Os farmacêuticos exercem a sua atividade em diversas áreas, nas quais se destacam as áreas clássicas, designadamente na Farmácia Comunitária, na Farmácia Hospitalar, nas Análises Clínicas, na Indústria Farmacêutica, na Distribuição Grossista, entre outras.


O Farmacêutico Comunitário

As Farmácias são o primeiro local onde os portugueses se deslocam quando têm um problema de saúde, sendo habitualmente os Farmacêuticos Comunitários o primeiro ponto de contato entre o cidadão e o sistema de saúde.

Os Farmacêuticos Comunitários prestam diversos serviços centrados na pessoa e nas suas necessidades, como por exemplo:

Todos estes serviços de saúde são centrados na pessoa e nas suas necessidades.



O Farmacêutico Hospitalar

Os farmacêuticos Hospitalares exercem atividade nos Serviços Farmacêuticos dos mais de 200 hospitais públicos e privados. Estes profissionais assumem um papel relevante nas equipas multidisciplinares dos Hospitais, ao assegurarem, por exemplo:

As Direções Técnicas dos Serviços Hospitalares são assumidas exclusivamente por Farmacêuticos Hospitalares, sendo que em Portugal existem mais de 700 especialistas em Farmácia Hospitalar.



O Farmacêutico Analista Clínico

No âmbito das áreas de intervenção da atividade farmacêutica, destaca-se ainda o farmacêutico Analista Clínico, ligado ao diagnóstico laboratorial, intervindo em atividades de análises clínicas e investigação biológica ou farmacêutica.

Em Portugal existem mais de 900 Farmacêuticos especialistas em Análises Clínicas e 20 em Genética Humana, que podem ser encontrados nos mais de 400 laboratórios.

Estes profissionais desempenham diversas funções associadas ao diagnóstico laboratorial, através de um serviço personalizado nos laboratórios de proximidade, designadamente:



O Farmacêutico na Indústria Farmacêutica

Na Indústria Farmacêutica, o farmacêutico assume as mais diversas responsabilidades, desde os processos de investigação e desenvolvimento de medicamentos até à sua produção e comercialização, em áreas como a saúde humana e saúde animal, a biotecnologia, os meios de diagnóstico in vitro, entre outros.

Considerando as suas diversas funções, destacam-se as seguintes:



O Farmacêutico na Distribuição Grossista

O farmacêutico assume também um importante papel na área da Distribuição Grossista. Garante a disponibilização dos medicamentos e produtos de saúde nas Farmácias, Hospitais e Unidades de Saúde, após a sua produção, permitindo o acesso ao medicamento certo, no tempo certo, ao preço certo, no local certo.

Assegurando a Direção Técnica das empresas de distribuição, o farmacêutico garante, de forma efetiva e permanente:

Outras áreas

Com a evolução da profissão, a intervenção farmacêutica tem sido alargada a diferentes áreas no Sistema de Saúde, como por exemplo, a intervenção nas áreas da Investigação Científica, dos Dispositivos Médicos, das Análises Toxicológicas e Bromatológicas, da Administração Pública e do Ensino Farmacêutico.

Considerando a importância da garantia da segurança do doente e a sustentabilidade do sistema de saúde destaca-se, ainda, a intervenção na área da Farmacoepidemiologia, em que o farmacêutico aporta conhecimento na implementação de metodologias de avaliação do impacto da utilização de medicamentos, e da Farmacoeconomia, na aplicação de estudos de avaliação económica de medicamentos, com o intuito de estabelecer em concreto o valor terapêutico acrescentado e a sua custo-efetividade.